Compartilhe
facebook twitter gplus mail

Tate Modern destaca ano emblemático de Picasso

14/03/2018
A obra Reclining Nude, de 1932
A obra Woman on the Beach, de 1932

A trajetória brilhante de Pablo Picasso ficou marcada pelo ano de 1932, tema da The EY Exhibition: Picasso 1932 – Love, Fame, Tragedy, na Tate Modern, em Londres. A curadoria é de Achim Borchardt-Hume e Nancy Ireson, responsáveis pela primeira exposição individual do artista na galeria. Com mais de 100 pinturas, esculturas e desenhos, além de fotografias de família e outros itens relacionados à sua vida pessoal, a mostra analisa mês a mês o “ano maravilha” do artista, a fim de desfazer os mitos acerca de Picasso e evidenciar o homem e criador interagindo com sua multiplicidade e riqueza.

Projetada pelo Tate Modern em parceria com o Museu Nacional Picasso de Paris, a exposição tem como destaque três pinturas icônicas do pintor espanhol com Marie-Thérèse Walter, sua amante, feitas em apenas cinco dias durante o mês de março de 1932. Está à disposição do público, também, um guia de áudio com os curadores, a restauradora Annette King e o historiador cultural Andrew Hussey.

Pablo Picasso (1881-1973) nasceu em Málaga e é considerado um dos artistas mais importantes do século 20, tendo influenciado movimentos artísticos desta época. Criador do cubismo e nome fundamental do surrealismo, foi, além de pintor, escultor, ceramista, cenógrafo, poeta e dramaturgo. 


The EY Exhibition: Picasso 1932 – Love, Fame, Tragedy
Tate Modern, Londres
8 mar a 9 set 2018
tate.org.uk

0 Comentário

Comentários com conteúdo impróprio e/ou spam poderão ser removidos.